Precisa de ajuda ?

Como equilibrar os chakras: guia completo

mulher equilibrando os chakras em cima de uma pedra na praia
Carregando... 6835 visualização(s)

Como equilibrar os chakras: guia completo

https://www.naturezadivina.com.br/aromaterapia/oleos-essenciais

Você está procurando dicas de como equilibrar os chakras? Então, saiba que chegou ao conteúdo certo! 

A vida moderna é marcada por uma dinâmica muito intensa, com diversas atividades (profissionais, domésticas) e pouco tempo para cuidados pessoais — o que causa muito estresse. 

Diante disso, é normal que problemas e desequilíbrios se acumulem, sem que as pessoas saibam do que se trata.

Muito problemas são de ordem mental e física, além da sensação de uma vida sendo desperdiçada, essas são questões comuns. 

Diante disso, é muito importante entender como equilibrar os chakras, ou seja, descobrir de que forma esses centros de energia podem ajudar diante das demandas do século 21. 

Com uma visão que abrange esses fatores, cada pessoa é capaz de melhorar sua vida em todos os âmbitos, de modo a viver melhor e a encarar a vida com maior positividade. 

O objetivo é sempre o bem-estar e um senso de estabilidade. Por isso, é fundamental conhecer os chakras e saber mais sobre o alinhamento deles. 

O que são chakras?

Os chakras são centros de energia que determinam um certo senso de equilíbrio e ajudam a controlar a vida humana em diversos âmbitos. 

São praticamente sensores de energia, que recebem e reenviam informações, concentrando o fluxo energético em nossos sistemas.

Então, eles têm uma extrema importância para uma análise mental, física, espiritual, psicológica. O funcionamento correto deles influencia diretamente na vida comum e diária.

Agora, onde ficam os chakras? Eles estão localizados na coluna. O objetivo deles é absorver uma certa quantidade de energia e distribuí-la para o organismo. Para isso, passam por canais invisíveis que canalizam a energia do nosso corpo.

Chakras são controladores de energia que influenciam ativamente o comportamento, a personalidade, as ações e escolhas, a comunicação, o aprendizado e a evolução humana como um todo. Também estão associados diretamente com o autoconhecimento. 

O termo “energia” define algo não concreto, mas que também não é algo completamente abstrato. 

É um conceito que determina o equilíbrio da vida de acordo com as nossas necessidades. Afeta diretamente o bem-estar, a saúde física, a saúde mental e outros fatores.

A noção de chakras é herdada do hinduísmo e do budismo. Há relatos de civilizações no século 2 a.C. que acreditavam nesse conceito. 

 

A simbologia para representar os chakras é uma flor de lótus, com pétalas que se abrem e se fecham. Para cada movimento das pétalas, há um efeito determinado; sendo que o ideal é buscar o equilíbrio. 

Os chakras representam necessidades humanas e controlam as áreas do ser humano, de acordo com essas necessidades. Descobrir como equilibrar os chakras é essencial para garantir o cuidado com essas questões. 

Ou seja, assegura uma vida completa que é determinada por áreas bem desenvolvidas e bem conectadas. 

Para que serve o alinhamento de chakras?

Temos inúmeros chakras em nosso corpo, como já acreditavam as civilizações que introduziram esse conceito. 

Não há um consenso sobre o número exato, mas temos uma compreensão de que sete deles são principais.

Então, o objetivo é entender como equilibrar os chakras para obter melhor qualidade de vida, em todos os sentidos. O equilíbrio permite uma vida mais iluminada, tranquila, estável, consistente.

O alinhamento dos chakras é um equilíbrio entre a capacidade de abrir ou fechar o centro de transmissão energética. 

Pensando em uma metáfora da flor, é como uma pétala que se abre e se fecha quando necessário para permitir que a energia continue fluindo por nosso corpo.

Afinal, o desequilíbrio nesse caso seria um dos extremos: chakras abertos demais ou fechados demais. 

No primeiro caso, o chakra funciona demais, gerando um descompasso com outras áreas; no segundo, simplesmente não há redistribuição da energia.

Como todos esses centros energéticos devem estar em harmonia, o ideal é garantir que todos estejam devidamente organizados e controlados. Um pode afetar o outro, como em um sistema. 

Um dos benefícios de alinhar os chakras é buscar o bem-estar. Para cultivar aspectos como felicidade e leveza em uma vida tão estressante como a dos dias atuais, é mandatório compreender como equilibrar os chakras. 

Por isso, esse tipo de demanda é tão importante em atividades de meditação e Yoga, por exemplo. 

Essa conformidade entre os chakras como sensores e distribuidores de energia ajuda a assegurar um estado consistente e estável de calma e descanso.

Saber como equilibrar os chakras também é importante para ter um controle da vida em todos os âmbitos: físico, espiritual, emocional, social, etc. Como cada chakra cuida de um determinado aspecto, a gestão de todos eles implica melhoria em todos.

A conformidade e o alinhamento são essenciais para que nenhuma área da vida fique pendente, com uma sensação de desordem e desorganização. 

Em resumo, é uma forma de cuidar melhor até mesmo da personalidade humana e da forma como nos apresentamos para os outros. 

Chakras alinhados fazem as pessoas serem mais amáveis e mais confiáveis para outras. 

Um perfeito equilíbrio interno é devolvido nas relações sociais, o que torna as pessoas mais queridas e mais fáceis de socializar também. 

Veremos, em detalhes, como funciona cada chakra e como é possível obter bons resultados com o cuidado com eles. 

Como saber qual chakra está desequilibrado?

Para compreender como equilibrar os chakras, é preciso primeiro identificar os desequilibrados. 

E para saber qual chakra está desequilibrado, é importante estar atento aos sinais e sintomas que o corpo e a mente apresentam. 

Cada chakra está associado a diferentes aspectos emocionais, mentais e físicos, e o desequilíbrio pode se manifestar de diversas formas. Algumas indicações de desequilíbrio são:

Chakra da Raiz (Muladhara): Sentimentos de insegurança, falta de estabilidade, problemas com o sistema imunológico, dificuldade de conexão com o corpo;

Chakra Sacral (Swadhisthana): Bloqueios emocionais, baixa libido, problemas de relacionamento, falta de criatividade;

Chakra do Plexo Solar (Manipura): Baixa autoestima, dificuldade em tomar decisões, problemas digestivos, falta de confiança em si mesmo;

Chakra do Coração (Anahata): Dificuldade em expressar amor e compaixão, além de sentimentos de tristeza e mágoa, problemas cardíacos e respiratórios;

Chakra da Garganta (Vishuddha): Dificuldade em expressar-se verbalmente, medo de se expressar, problemas de garganta e comunicação;

Chakra do Terceiro Olho (Ajna): Falta de clareza mental, dificuldade em tomar decisões, problemas de visão e dor de cabeça;

Chakra da Coroa (Sahasrara): Sentimentos de desconexão espiritual, falta de propósito, falta de inspiração, problemas de sono.

É importante ressaltar que a identificação do chakra desequilibrado deve ser feita com autoconhecimento e atenção aos sinais do corpo e da mente.

Como equilibrar os chakras: dicas principais

A seguir, uma lista de estratégias de como equilibrar os chakras:

Meditação 

Ajuda a visualizar a cor do chakra que se deseja alinhar e se colocar em um estado mental propício para relaxamento.

Atenção plena ou Mindfulness 

Praticar a atenção plena é uma forma de se conectar com o momento presente e com as sensações do corpo. Ao direcionar a atenção para cada chakra, é possível identificar possíveis bloqueios e trabalhar para desbloqueá-los.

Yoga 

Aqui falamos de posturas que ajudam a organizar o seu corpo e reequilibrar as energias. A prática de yoga envolve posturas físicas, respiração consciente e meditação. Diversas posturas são especificamente direcionadas para estimular e equilibrar os chakras.

Tai Chi Chuan 

O Tai Chi Chuan é uma arte marcial chinesa que combina movimentos suaves e fluidos com respiração profunda e concentração. Essa prática contribui para promover o fluxo de energia nos chakras e melhorar o equilíbrio.

Fitoenergética 

É o uso de ervas e plantas sagradas preparadas. Cada planta possui uma vibração específica que pode ser usada para harmonizar os centros de energia. A aplicação de gotas ou sprays fitoenergéticos nos chakras ajuda a restaurar o equilíbrio energético.

Afirmações positivas 

São frases que expressam intenções positivas e que podem trazer iluminação à vida. Ao repetir afirmações como "Eu sou seguro e equilibrado" para o chakra raiz, ou "Eu expresso minha verdade com amor" para o da garganta, é possível estimular e fortalecer a energia de cada chakra.

O uso de mantras específicos para cada chakra pode ajudar a restabelecer o equilíbrio energético. Recitar o mantra associado durante a meditação ou em momentos de relaxamento pode promover a harmonização.

Terapias energéticas 

Diversas terapias energéticas, como Reiki, acupuntura, cromoterapia e uso de cristais, são utilizadas para equilibrar os chakras. Essas estratégias atuam nos pontos de energia do corpo, ajudando a liberar bloqueios e a restabelecer o fluxo energético adequado.

Práticas de respiração 

A respiração consciente e profunda pode ser uma ferramenta poderosa para equilibrar os chakras. Praticar técnicas de respiração, como respiração abdominal ou respiração alternada, eleva a energia vital e a desenvolve o equilíbrio dos chakras.

Como equilibrar os chakras com pedras e plantas?

Felizmente, existe uma área que se dedica a estudar como ervas e plantas podem contribuir com o alinhamento e o equilíbrio dos chakras: a fitoenergética.

Segundo esse campo, é possível distribuir de forma organizada as energias com o apoio de plantas sagradas e de pedras. Elas ajudam a estimular o equilíbrio, a calmaria, a tranquilidade, o relaxamento e o senso de autoconhecimento.

Ao utilizar essas plantas e pedras como apoio, as pessoas são capazes de reequilibrar e retomar o controle de suas vidas.

A seguir, vamos entender mais sobre os chakras e como cada planta e pedra se adequa a eles. 

Siga adiante para entender ainda mais como equilibrar os chakras.

 

Dicas de plantas para cada chakra

Como já falamos, temos sete chakras principais:

  • básico;
  • sacro;
  • plexo solar;
  • cardíaco;
  • laríngeo;
  • frontal;
  • coronário.

Cada um está associado a um conjunto de características e comportamentos. Além disso, lembrando: os chakras estão localizados em determinados pontos do corpo humano. 

Vamos analisar cada um e ponderar algumas opções de plantas que ajudam a controlar o equilíbrio. Para aprender como equilibrar os chakras, acompanhe com atenção. 


Chakra Básico (vermelho)

Esse fica na parte da base do corpo humano e está ligado a uma sensação de força, resistência e consistência. 

É um chakra mais voltado para as raízes do ser humano, para firmar a pessoa no mundo, com um sentido para a vida e com uma lógica para a existência.

Quando não trabalhado devidamente, esse chakra gera desorientação sobre os rumos da vida, medo, raiva, insegurança, falta de força de vontade, etc. Pode também gerar problemas nas pernas, obesidade, etc. 

Alguns chás, pedras e ervas importantes para equilibrar esse chakra:

  • chá de raiz de dente-de-leão;
  • sálvia
  • gengibre;
  • sabugueiro;
  • jaspe vermelho;
  • orégano.

Chakra Sacro (laranja)

Também chamado de chakra da água ou chakra sexual, é um pouco mais fluido e dinâmico do que o primeiro. 

Ele cuida de aspectos líquidos, subjetivos e multiformes, como circulação sanguínea, mecanismos de reprodução humana, emoções, prazer, etc.

Quando está desalinhado, o risco é desenvolver problemas de autoestima, problemas na vida sexual, bem como problemas nas costas e outros problemas em órgãos específicos. 

O chakra sacro ajuda a ilustrar bem a questão do desequilíbrio. 

Quando muito aberto, pode gerar uma sensação de busca interminável por uma sensação de alegria e prazer, o que frustra as pessoas; quando muito fechado, gera uma sensação sempre insuficiente de prazer e de satisfação nas relações. 

Algumas ervas e pedras que podem ajudar:

Chakra Plexo Solar (amarelo)

Associado à força de vontade, força para encarar desafios e viver coisas novas. Também está muito ligado com a digestão e a capacidade de transformar energias dentro do nosso corpo. 

Quando desalinhado, pode gerar questões de falta de autoestima, insegurança, medo ou simplesmente excesso de orgulho e arrogância.

Seus problemas afetam também o sistema digestivo, como a bulimia e outros. Além de, também, acarretar transtornos e doenças em outras áreas, como úlceras e diabetes.

Alguns chás e pedras interessantes para alinhar esse chakra:

Encontre a maior variedade de ervas, raízes, óleos e sementes para equilibrar os 7 chakras

Chakra Cardíaco (verde)

Lida com o amor, em sua versão mais pura e mais universal. Quando está em harmonia e alinhado, esse chakra permite que as pessoas sejam mais generosas e empáticas, entendendo e se doando mais ao próximo. 

Quando desalinhado, pode gerar medos, insegurança, dores nos ombros, dificuldade em demonstrar amor, etc. Pode até ser responsável por problemas de pressão e distúrbios cardíacos.

Alguns chás e pedras que podem ajudar:

  • espinheira santa;
  • melissa;
  • quartzo verde;
  • folha de amora.

Chakra Laríngeo (azul)

Associado à garganta, à audição, à comunicação e à capacidade de criar e pensar em soluções novas. 

O Laríngeo está ligado ao espaço e a vibrações. É um chakra que controla o poder da fala — do que se comunica e de como se comunica.

Assim, uma pessoa que sabe se expressar bem e entende o poder de suas palavras é uma que possui o chakra laríngeo alinhado e em perfeito estado. 

Já o desequilíbrio deste chakra implica timidez, medo, insegurança, palidez diante do mundo.

Um desequilíbrio pode levar também ao excesso, quando o chakra está aberto demais. 

Neste caso, a pessoa fala muito e não tem controle sobre o impacto do que diz. Mesmo com a criatividade aguçada, não entendem a importância de ouvir e pensar no outro. 

Os chás e pedras mais importantes para alinhar esse centro energético:

Chakra Frontal (anil-índigo)

Também chamado de chakra do terceiro olho, controla o estresse, o sono, a atividade mental durante o sono e a capacidade de visão — uma visão além do plano material e natural. 

Por mais que seja ligado ao olho, ele, na verdade, controla todos os sentidos e faz a interligação entre eles. 

Um desequilíbrio atrapalha a intuição e faz com que as pessoas fiquem inseguras com relação a isso. Também pode causar distúrbios de sono, dores de cabeça, medos, etc.

Alguns chás e pedras que ajudam com esse chakra:

Chakra Coronário (púrpura)

Localizado no topo da cabeça, no centro do controle. Gerencia o equilíbrio hormonal, a reprodução e várias outras áreas humanas. Quando está desalinhado, pode causar solidão, confusão, problemas de aprendizagem, falta de inspiração e outras questões.

Alguns chás e pedras importantes que podem ajudar:

  • lavanda;
  • anis estrelado;
  • ametista;
  • lótus

Encontre a maior variedade de ervas, raízes, óleos e sementes para equilibrar os 7 chakras

Conclusão

Como vimos neste artigo, é fundamental entender melhor como equilibrar os chakras para garantir uma vida de melhor qualidade e maior estabilidade. 

Afinal, esses centros de energia controlam as necessidades da vida humana e ajudam a garantir o equilíbrio social, espiritual e emocional.

Nesse sentido, as pessoas devem prestar um pouco mais de atenção em suas necessidades e entender que a gestão dos chakras se faz essencial em um mundo como o nosso. 

Conte com as dicas da Natureza Divina! 

 

 

 

Previous article:
Next article:
Posts relacionados
Comentários
Deixe seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado