Português-BR 
Categorias 
Plantas Medicinais    Afrodisiacos    Energéticos    Relaxantes    Emagrecimento    Nutrição    Medicinais
Plantas Sagradas    Cogumelos Sagrados    Cactos Sagrados    Análogos da Ayahuasca    Sementes Psicodélicas    Rapés e Sananga
Etnobotânicos    Kratom    Lotus Azul
Sementes
Artesanatos Xamânicos
Incensos
Óleos
Ervas para Banhos
Tabacaria    Bongs (purificadores)    Cachimbos e Pipes    Sedas    Trituradores
Livros
Informações 
Quem somos
Aviso legal
Como comprar
Envios e prazos de entrega
Links informativos
Fale conosco
A verdade sobre a Salvia divinorum
Vídeos
Depoimentos mais
Ofertas mais
Seu carrinho de compra esta vazio.
   Você está aqui: Início » Plantas Sagradas » Cactos Sagrados »
Sementes do Cacto Wachuma (Trichocereus peruvianus)

Nota: Nota: 5
Comentários Atuais: 4
Produtos disponíveis:
30 sementes = R$19.90
Qtd:
Sementes do Cacto Wachuma (<i>Trichocereus peruvianus</i>)
               
 Ver Depoimentos 
               
 Dar Depoimentos 
               
 Contar para um amigo 
              
 Voltar 

Este cacto típico da Cordilheira dos Andes faz parte do universo das "plantas de poder", em conseqüência do xamanismo indígena da America do Sul e Central. O Wachuma é originário da região dos Andes, essa planta é utilizada para cura e experiências visionárias e adivinhatórias, onde o xamã é levado a ter a visão da cura do enfermo, o espírito da planta entra em contato com o xamã ensinando-o a expulsar a enfermidade. 

O Wachuma se desenvolve acima de três mil e quinhentos metros de altitude e a sua característica mais marcante na composição energética é que durante o dia recebe temperaturas acima de 40º Celsius e à noite de 10º a 20º Celsius negativos. Este choque térmico faz com que ocorra uma alquimia dentro do Wachuma: uma poderosa força curadora.

O ritual do Wachuma, como planta medicinal, se completa com o da ayahuasca, já que o Wachuma trabalha os primeiros chackras (eixos energéticos do corpo humano), como também trabalha a sexualidade, a criança interior, a abertura da terceira visão entre outros. Por se tratar de uma planta que desenvolve a energia terra, tem como característica, ligar a pessoa com a natureza, pois somos, segundo a tradição xamânica, extensão da Terra.

O Wachuma, além de ser uma planta de limpeza (física, psíquica e energética) é um poderoso fortificante do organismo podendo, por exemplo, combater a depressão (doença comum atualmente), e uma série de outras mazelas, que no fundo são desequilíbrios energéticos.

Esta planta medicinal desenvolve-se em um ambiente extremamente hostil, onde o terreno é constituído de pedras, e mesmo assim consegue criar raízes, e chega a atingir em sua maturidade, alturas de até 3 metros, ficando com a forma arredondada e reta, sem ramificações e composto de sete gomos. Desde tempos imemoriais as populações indígenas do continente, em especial os adeptos do xamanismo, realizam trocas de plantas medicinais de poder curativo: enquanto a ayahuasca sobe das florestas para as montanhas andinas, o Wachuma desce das montanhas para as florestas adjacentes, e desta forma, através dos rituais xamânicos, tanto nas florestas como nos cerrados e nas montanhas, se processa a magia energética que cria um cinturão energético que envolve o Continente Sul Americano, constituindo-se assim o último ponto energético do planeta.

Cultivo

Este cacto é relativamente fácil de cultivar. Como a maioria dos cactos, a principal exigência é a paciência.

Escolha uma mistura de terra que apresente boa drenagem. Qualquer mistura de solo padrão para cacto é suficiente, ou você pode fazer a sua própria mistura, juntando partes iguais de terra, areia e pedras pequenas. Encha um pote ou vaso pequeno com a mistura e regue até o solo ficar molhado. Coloque a semente na superfície do solo.

É benéfico dar luz as sementes, mas nessa fase de germinação evite o sol direto. Cubra a semente com um copo ou um pote de plástico transparente para ajudar a manter a umidade bem  alta. As sementes devem germinar em 1 a 3 semanas, mas algumas podem levar mais tempo. Depois que a maioria das sementes tiver brotado o copo ou pote de plástico pode ser removido e uma fina camada de cascalho pode ser levemente espalhada ao redor da plantinha.

Cultive num local luminoso, porem não coloque diretamente ao sol e regue uma vez por semana. O solo deve ser mantido levemente úmido. Uma vez que o cacto estiver grande o suficiente (geralmente depois de 1 a 2 anos) eles podem ser transferidos para vasos maiores ou diretamente para o solo.

Boa Sorte!

 
Clientes que compraram esse produto também compraram:
Kratom Green Malay (<i>Mitragyna speciosa</i>) - Folhas em pó
Kratom Green Malay (Mitragyna speciosa) - Folhas em pó
Rapé indígena SAMSARA - Tribo Shawandawa
Rapé indígena SAMSARA - Tribo Shawandawa
Rapé Canela de Velho Tradicional
Rapé Canela de Velho Tradicional